5 Passos Essenciais Para Controlar Uma Crise de Ansiedade

Quando a Crise se Esboça e Vem, sua primeira Reação é o Desespero. Aprenda a Fugir Dessa Armadilha, que só Aumenta a Ansiedade!

Como você aprendeu no artigo passado, o grande segredo para controlar a ansiedade e o pânico na sua vida é justamente aprender a fazer isso da forma certa. Esse “como controlar a ansiedade”, por sua vez, engloba alguns princípios essenciais que, se colocados em prática, garantirão o seu sucesso no controle da sua ansiedade. Aqui vão eles:

Neste vídeo que preparei para você, irei falar sobre tudo. Assista o vídeo ou, se prefere ler, continue lendo…

1. Tempo de Dedicação a Você Mesmo
e a Sua Saúde Emocional

Tempo de Dedicação - Controlar a Ansiedade

Você precisa passar um tempo com o você. “Para que, doutora?”. Muito simples: para você “se ouvir e se conhecer”.

Porque que eu digo isso? Vou te explicar a primeira coisa que você vai aprender para controlar a ansiedade: qual é a sua causa.

A causa da ansiedade não é o que imaginamos. Quando pergunto isso para meus alunos e pacientes eles numeram meia dúzia de fatos da vida como: me separei, perdi o emprego, perdi um familiar, não sou capaz de nada, ninguém me amam…e por aí vai.
Mas essas não são causas da ansiedade. Isso é a vida. É o contexto. E ele vai sempre existir. Todo mundo passa por isso na vida. A questão é como nós absorvemos isso e como nossa mente processa esse contexto. E aqui entra a verdadeira causa/gatilho das crises: os pensamentos negativos.

Nossa mente superficial nos manda uma enxurrada de pensamentos inúteis que muito pouco tem a ver com a realidade.

Esses pensamentos negativos nos conectam ao passado e ao futuro, à vida e ao contexto da vida de uma forma pessimista e catastrófica, deixando muito pouco de conexão com a realidade presente. E geralmente são pensamentos irracionais e muito cruéis sobre nós mesmos.

Pensar se tornou uma doença. E a doença acontece como consequência do desequilíbrio! A nossa mente e nossos pensamentos, se usados corretamente, são instrumentos magníficos. Porém, quando usados de forma incorreta, se tornam totalmente destrutivos.

Para ser mais clara: não é que você usa a sua mente de forma errada. Em geral, você simplesmente não a usa. É ela que usa você, num estado de desequilíbrio e de não-saúde emocional, é isso que acontece.

Você acredita que você é a sua mente. A mente e o pensamento, que deveriam ser instrumentos se apossaram de você!

Só porque podemos resolver equações matemáticas ou fazer um avião voar, não significa que estejamos usando a nossa mente da melhor maneira. Esse é apenas um aspecto da mente: pensar racionalmente.

Como já disse Eckhart Tolle* “assim como cães adoram roer ossos, a mente humana adora transformar dificuldade em problemas”. Nós começamos a transformar nossas dificuldades emocionais em problemas e o pensamento – ao invés de ser um instrumento de solução e elaboração desses problemas – se tornou um agravante, um aliado do problema. Ele se tornou querosene na fogueira e só faz piorar tudo.

Pensamentos Negativos - Controlar a Ansiedade

Quer testar? Qual é a única coisa que você não consegue controlar quando tem uma crise de ansiedade?

Se respondeu “meus pensamentos negativos” parabéns! Você tem se observado muito durante uma crise. Responda: você consegue se livrar da sua mente sempre que quer? Já achou o botão de “desliga”? Aposto que não. Tente ficar 1 minuto inteiro sem pensar. Contando…

Não dá!

A explicação para isso é simples: a sua mente e seus pensamentos estão no controle. Eles é que estão usando você. Estamos tão identificados com nossos pensamentos negativos, que nem percebemos que somos escravos deles.

Mas deixa eu te dar uma boa notícia: isso não precisa ser assim! Esse não é o funcionamento natural da mente. É possível atingir um outro lugar na mente, um lugar em que os pensamentos negativos simplesmente silenciam…e como consequência vem outra coisa que não a ansiedade. Vem o “não sofrimento”….a cura!

A ansiedade não tem mistério! Achamos que é o bicho de 7 cabeças porque não nos damos ao trabalho de ler a respeito e “aprender a ansiedade”, como eu costumo dizer. Aprender técnicas de como controlar a ansiedade.

Acreditamos no primeiro profissional que aparece e nos dá uma receita de remédios dizendo que a solução é aquela e nem questionamos.

Transformaram a ansiedade quase em uma entidade misteriosa. Passamos a viver a ansiedade como se fosse esse algo que nos domina e que não tem o que fazer. Passamos a SER a nossa ansiedade, passamos a ser nossos pensamentos negativos… nossos medos, nossa angústia.

Então a ansiedade virou o “mal do século” e vai matar todo mundo. Quem tem isso é maldito!

Calma! Não é nada disso!

Existe um lugar na mente além disso tudo, que é onde reside a cura, o equilíbrio, o “não-sofrimento”


Como Faz Antão, Doutora?

A liberdade começa quando você perceber que você NÃO É esse pensamento negativo que te domina. Essa entidade dominadora não é um mistério que nunca ninguém desvendou. E isso vai acontecer no dia que você conseguir fazer o seguinte: Observar seus pensamentos negativos e sua ansiedade de longe.

A partir do momento que você fizer isso, você ativará um outro nível de conexão com a REALIDADE, um outro nível de consciência. Você vai começar a perceber então que existe uma vasta área de inteligência emocional além do pensamento negativo que hoje te controla, vai perceber então que pela gestão do pensamento adequado você terá o pensamento como um aliado, não mais o inimigo e nem como uma entidade dominadora. É você no controle e não o contrário.

Todas as coisas realmente importantes como o amor próprio, a tranquilidade, o equilíbrio e a paz interior surgem ao virar a chave e passar a controlar os seus pensamentos negativos e em um segundo momento ir além dos pensamentos para atingir a tranquilidade mental.

É quando você irá começar a despertar para a cura. A boa notícia é que podemos libertar nossas mentes disso tudo. Essa é a única forma de controlar a ansiedade.

Quer Dar o Primeiro Passo Para Longe de Tudo Isso?

 Primeiro-Passo-Controlar-a-Ansiedade

Então aqui vai uma técnica sensacional para isso. Faça o seguinte: observe seus pensamentos agora! Preste atenção no que essa voz interior está dizendo ou te disse nos últimos minutos, principalmente os padrões repetitivos de pensamentos negativos. Aquelas velhas trilhas sonoras que você põe pra tocar na sua mente provavelmente há muitos anos.

Isso é o que quero dizer com tempo de dedicação a você mesmo! Tempo para se observar! Experimente fazer isso todos os dias e depois veja a diferença.

2.Conhecer a Ansiedade

Os pensamentos negativos são a voz na nossa cabeça, o “ruído interior”, como alguns chamam. A voz comenta, especula, julga, compara, desculpa, acusa, gosta, desgosta, e geralmente é uma voz que faz tudo isso com você mesmo(a). Muito mais do que com os outros. Aliás, essa voz acha os outros muito melhores que você! É ou não é?

Ela sempre imagina as coisas indo de mal a pior e com resultados desfavoráveis no futuro (que, no caso de uma ansioso, geralmente é a morte ou a loucura). É a preocupação que vira um pesadelo… um medo sem fim. E como resultado disso, seu organismo e seu sistema nervoso começa a te defender e…pronto! Uma crise de ansiedade acabou de se instalar. Taquicardia, falta de ar… tremores… pés e mãos frios… desespero… medo de morrer. Leia também “porque os sintomas da ansiedade acontecem, afinal?”

Depois da tempestade vem a calmaria? Que nada! Depois de muito tempo para se recuperar, você está pronto para “esperar” a próxima crise! E, como eu disse, nossa mente projeta o pior futuro possível. Ou seja: a certeza de que você vai ter outra crise! E isso é um pensamento negativo! Com isso, sua ansiedade é altíssima e seus pensamentos negativos não vão embora. Está instalado em você o CICLO DA ANSIEDADE E DO PÂNICO. Veja o vídeo que fiz sobre esse ciclo. CLIQUE AQUI E ASSISTA NO YOUTUBE

Para ter sucesso na aprendizagem e controlar a sua ansiedade, você precisa primeiro compreender a ansiedade, isto é, entender como ela funciona e o que a causa, para depois eliminar a sua causa.

Porque sem isso você não tem estratégia e sem estratégia* você não sabe onde agir…onde “atacar”.

3. Motivação

Motivação Para Controlar a Ansiedade

 

A motivação é essencial para qualquer tipo de tratamento. Se você não tiver vontade e curiosidade em aprender a ansiedade e a desvendá-la, não irá funcionar. Se você entrar em campo com o medo, não vai dar certo.

Existem vários modos de despertar a motivação para controlar a ansiedade. Ver os resultados acontecendo é uma delas. No entanto, eu acredito que só existe uma coisa que realmente aumenta muito a sua motivação: perceber que é você quem está conseguindo esses resultados!!!

Quando você percebe que está conseguindo, que está começando a controlar a ansiedade, por mais chato que seja aplicar as técnicas todo dia, você continuará se dedicando, fazendo as técnicas, lendo pois sabe que está tendo bons resultados.

Por outro lado, a falta de bons resultados é a maior causa da “desmotivação”, quando você simplesmente se dedica dia após dia e não chega a lugar nenhum!

Uma dica muito útil para manter a motivação em alta é sempre se responsabilizar pelas suas práticas, avaliando sua evolução, anotando os resultados de cada dia. Isso por sua vez nos leva ao próximo princípio: a autonomia.

4. Autonomia

Controlar a Ansiedade - Autonomia

Tenha em mente uma coisa: as técnicas por si só não são suficientes para controlar a ansiedade. Elas ajudam a aliviar na hora e depois volta a ansiedade vai voltar…isso é esperado! Muita gente cria expectativas magníficas, pratica uns dias e depois abandona. Resultado: frustração e mais ansiedade!

Para aliviar e controlar a ansiedade e obter resultados duradouros e que no longo prazo te beneficiarão com a ausência de crises, você tem que se responsabilizar pela sua prática diária das técnicas e aos poucos ir desenvolvendo o hábito e a sua autonomia.

Até chegar a um ponto em que você não depende de ninguém, além de você mesmo, para controlar uma crise de ansiedade.. Você sabe o que fazer antes e durante a crise!

Entretanto, desenvolver a autonomia não é fácil, principalmente no início, quando você sabe muito pouco a respeito das técnicas e das práticas.

5. Atenção e Observação

O último princípio para aprender a ansiedade, além de muito importante, é muitas vezes negligenciado por muitos.

Ao aprender as técnicas, você precisa se observar atentamente o tempo todo em busca de padrões de pensamentos negativos. Apenas padrões, sem buscar interpretações e significados.

Isso significa identificar um pensamento negativo, uma crença negativa, um medo. Você deve estar sempre prestando atenção ao “modo como a ansiedade funciona”.

Ao invés de se entregar aos pensamentos e medos e render-se à crise, você apenas observa de longe e se distancia da situação. De preferência, você anota os pensamentos.

Tente notar padrões, repetições, variações do mesmo pensamento negativo. Observe quais sentimentos isso gera em você? Entenda que a ansiedade e a sua vida emocional são aspectos desconhecidos para você, que você está tentando “desvendar”. Se observar é essencial para se conhecer.

Com o tempo, conforme você vai “aprendendo a ansiedade” de forma mais efetiva, isso ficará cada vez mais fácil, chegando ao ponto em que você terá uma intimidade com ela e conseguirá controlar a ansiedade naturalmente, simplesmente porque você a conhece.

O meu objetivo é ajudar você a desenvolver a sua capacidade de auto-observação e atenção em si mesmo….desenvolver essa curiosidade em relação ao seu emocional. ao invés de sentir medo do emocional, porque é desconhecido para você. É essencial aprender a eliminar o medo porque é ele que desencadeia as suas crises de ansiedade, estimulado pelo pensamento negativo. Talvez você me diga: “Ah, mas eu nunca fiz isso antes, como vou fazer isso?”

A única coisa que você precisa fazer é começar. Mude de atitude frente à ansiedade. Olhe para ela com curiosidade.

Você pode aprender a cancelar o pensamento negativo também, o que ajuda muito!

Assim, observe, atente-se aos padrões, mexa e remexa a ansiedade, crie intimidade com ela… pare de olhar para ela como um monstro, como uma entidade dominadora, pois é desse modo que você vai aprender a controlar a ansiedade… e não apenas colocar um “pano em cima”!

Quer saber o que fazer depois que você aprende a se observar?

Assine aqui a minha lista vip e receba vídeos, artigos e conteúdos exclusivos que te dirão quais são os passos para conquistar a cura para a ansiedade.

Você pode baixar agora mesmo um ÁUDIO GRÁTIS QUE PREPAREI PARA VOCÊ ALIVIAR A ANSIEDADE. Baixe e ouça no seu celular ou computador!
Experimente! É GRÁTIS! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO PARA IR PARA A PÁGINA!

BAIXAR ÁUDIO GRÁTIS GUIADO
Summary
Review Date
Reviewed Item
5 Princípios Para Controlar a Ansiedade
Author Rating
51star1star1star1star1star

Deixe um comentário

avatar
wpDiscuz